Fechar
Início do Conteúdo Principal

Caqui Chocolate

Caqui ChocolateNome científico: Diopyrus kaki L.
Nome popular: caqui, dióspiro
Família botânica: Ebenaceae
Características gerais: introduzido só no fim do século 18 no Brasil, o caqui tornou-se uma das 20 principais frutas consumidas no País, embora com época curta de produção e consumo durante parte do ano. É a fruta mais importante do gênero, pois há outras espécies americanas, mas sem importância comercial. O caquizeiro é cultivado principalmente nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná e Minas Gerais, sendo São Paulo o maior produtor. Há muitas variedades, com formas, tamanho e cores diferentes, mas há tipos também dentro da mesma espécie, um taninoso, outro sem tanino ou doce, e outro variável, sendo taninoso quando sem semente e doce, com sementes. O tanino do caqui é que amarra a boca, se for comido ainda verde ou sem destaninar. O tamanho do fruto é variável, geralmente a forma achatada é a mais comum.
Cuidados pós-colheita: o aumento da produção leva à necessidade de maior tempo de armazenagem do fruto, principalmente da variedade Fuyu, como mostrado em trabalho de Argente et al., 2009. Esses autores constataram que o tratamento com 1-MCP retarda o amolecimento da polpa do fruto, mas não evita o aparecimento de estrias, havendo efeito aditivo do 1-MCP e AM-atmosfera modificada na firmeza e na redução de danos por frio, o que poderia causar modificação na textura e na ocorrência de manchas translúcidas na casca. Na CEAGESP, o caqui é ofertado de março a junho, graças a muitas variedades, algumas obtidas pelo Instituto Agronômico de Campinas.
Usos: além do consumo mais comum, ao natural, o caqui pode ser transformado em passa.
Curiosidades: o nome caqui vem do japonês kaki. Dióspiro tem origem no grego e significa “alimento de Zeus”.

Fonte: http://www.todafruta.com.br/caqui/

Outras Mudas - Plantas Frutíferas do Sul