Fechar
Início do Conteúdo Principal

Pimenta do Reino

Pimenta do Reino  Piper nigrumA pimenta-preta, também conhecida como pimenta-do-reino e pimenta-redonda, é uma trepadeira nativa da Índia que pode atingir 4 metros de altura. Seus frutos, do tipo drupa, são classificados de acordo com o grau de maturação e o tratamento que recebem, o que leva a sabores distintos e a usos variados na culinária. A pimenteira Piper nigrum é uma trepadeira que dá pequenos frutos agrupados em cachos.

Clima

A pimenta-preta ou pimenta-do-reino é uma planta perene de clima tropical úmido. Portanto as regiões mais adequadas para seu cultivo têm temperaturas acima de 23°C durante o ano todo, com chuvas regulares e alta umidade relativa do ar. Porém pode ser cultivada em outras regiões desde a temperatura nunca fique abaixo de 15°C, ou pode ser cultivada dentro de estufas climatizadas.

Luminosidade

Esta planta pode ser cultivada com iluminação solar direta ou em sombra parcial. A pimenta-do-reino ou pimenta-preta frutifica uma ou duas vezes por ano, dependendo do clima da região onde é cultivada.

Solo

Cultive em solo bem drenado, profundo, fértil e rico em matéria orgânica. O pH ideal do solo é de 5,5 a 6,0.

Irrigação

Irrigue de forma a manter o solo sempre úmido, mas sem que permaneça encharcado. A pimenta-do-reino é uma trepadeira e precisa de um suporte, que geralmente é uma estaca de madeira, um pilar de concreto ou uma árvore

Plantio

O plantio é geralmente realizado no início da estação mais chuvosa do ano. Embora o plantio possa ser feito através de sementes, estas poucas vezes são usadas, isso porque as mudas demoram mais para crescer e começar a produzir, e porque as plantas nascidas de sementes podem não ter as características e a produtividade da planta progenitora. Assim, o plantio da pimenta-preta ou pimenta-do-reino é feito normalmente por estaquia. Os ramos que serão usados para propagar as plantas devem ter cerca de 1 cm de diâmetro, 25 a 50 cm de comprimento e pelo menos 3 nós. Estes podem ser plantados em vasos, sacos plásticos para mudas ou outros recipientes, com solo mantido bem úmido até que as mudas enraízem. Quando as mudas estiverem bem desenvolvidas, o que leva três ou quatro meses, são transplantadas para o local definitivo. O espaçamento recomendado é de 2 a 3 metros entre as plantas. A pimenta-preta ou pimenta-do-reino pode ser cultivada em vasos grandes, mas a produtividade será pequena quando cultivada assim. Frutos verdes e frutos maduros da pimenta-do-reino.

Tratos culturais

A pimenta-do-reino ou pimenta-preta, sendo uma trepadeira, necessita de suportes para amparar seu crescimento, que geralmente são estacas de madeira ou pilares de concreto com cerca de 2,2 a 3 metros de altura, mas que podem também ser treliças ou até mesmo árvores. No início do cultivo é necessário amarrar a planta ao suporte para evitar que se desprenda e tombe ou quebre com o peso da folhagem. Retire com cuidado as plantas invasoras que estejam concorrendo por nutrientes e recursos, de forma a não danificar as raízes superficiais da pimenteira. A ponta do ramo principal pode ser podada quando atingir o topo do suporte para induzir uma maior ramificação da planta. Secagem ao sol de frutos verdes da pimenta-do-reino para obtenção de pimenta do tipo preta.

Colheita

A planta começa a produzir bem apenas do terceiro ao quinto ano de cultivo, podendo a partir daí gerar duas colheitas por ano em regiões de clima apropriado, por até vinte anos. Os frutos são colhidos de acordo com o tipo de pimenta que se quer obter. Para obter pimentas do tipo preta, os frutos são colhidos imaturos, ainda completamente verdes, e são deixados para secar ao sol por vários dias ou são secos com o auxílio de equipamento adequado, até que se tornam enrugados e enegrecidos. Para obter pimentas do tipo verde, os frutos também são colhidos imaturos e são usados ainda frescos ou são submetidos a processos que mantêm a cor natural dos frutos, como a liofilização ou a produção de conservas. Para obter pimentas do tipo branca, os frutos são colhidos quando estão avermelhados, já maduros ou quase maduros. Estes são colocados em sacos de algodão e deixados em tanques com água corrente por mais de uma semana, para permitir que a epiderme e a polpa dos frutos se decomponha, restando ao final do processo apenas as sementes. Outros processos mecânicos ou químicos também podem ser usados para separar as sementes da polpa. As sementes são então deixadas ao sol por um ou dois dias para secarem. Para obter pimentas do tipo vermelha, os frutos são colhidos quando maduros, e são geralmente preservados em conservas, embora também possam ser liofilizados.Fonte: https://hortas.info/como-plantar-pimenta-do-reino

Outras Mudas - Especiarias