Fechar
Início do Conteúdo Principal

Seriguela

Seriguela Nome Científico: Spondias purpurea
Sinonímia: Spondias nigrescens, Spondias crispula, Spondias cirouella, Warmingia pauciflora
Nomes Populares: Seriguela, Siriguela, Ciriguela, Ciruela, Ambu, Ambuzeiro, Ameixa-da-espanha, Cajá-vermelho, Ciroela, Imbu, Imbuzeiro, Umbu, Umbuzeiro, Jocote, Ciruela-mexicana
Família: Anacardiaceae
Categoria: Árvores, Árvores Frutíferas
Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Semi-árido, Tropical
Origem: América Central, América do Norte, América do Sul, Belize, Bolívia, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Equador, Honduras, Jamaica, México, Peru, Venezuela
Altura: 3.6 a 4.7 metros, 4.7 a 6.0 metros, 6.0 a 9.0 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
A seriguela é uma árvore decídua e frutífera, da mesma família do caju. Ela é originária de regiões tropicais das Américas, e se tornou conhecida em diversas partes do mundo, como África, Índia e Filipinas. Seu caule é um tanto tortuoso e ramificado desde à base, conferindo-lhe o aspecto típico das árvores do cerrado e da caatinga. O porte é pequeno, geralmente não ultrapassando 7 metros de altura. As folhas são pinadas, com 7 a 23 folíolos ovalados, avermelhados quando jovens e verdes posteriormente. As folhas caem durante o período seco, mas a árvore permanece desnuda por pouco tempo, pois em seguida surge o novo enfolhamento. A floração ocorre na primavera e as flores são pequenas, hermafroditas, de cor rosa, vermelha ou roxa, e reunidas em panículas. A frutificação inicia no final da primavera e a colheita se estende por todo o verão. O fruto é uma drupa de casca fina, brilhante e cor alaranjada a vermelha. Sua polpa é amarela, aromática, ácida, doce e suculenta, com uma semente grande, do tamanho de uma azeitona. Os frutos são também atrativos para a fauna silvestre.
A seriguela era uma cultura local e incipiente no nordeste que foi se desenvolvendo e se dispersando com a popularização dos frutos do norte e nordeste por todo o Brasil. Por ser uma arvoreta rústica, resistente à estiagem e frutífera é crescente também sua utilização no paisagismo urbano. Assim já é possível ver com certa frequência a seriguela em jardins do Distrito Federal, sudeste, centro-oeste, norte e nordeste do Brasil. Os frutos da seriguela são versáteis e muito utilizados na gastronomia brasileira, onde podem ser consumidos in natura, como tira gosto de cachaças, em sorvetes, licores, doces, vinhos, sucos e na confecção de pratos salgados também.


Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia sombra, adaptando-se bem a solos pobres, mas preferindo os mais ricos e profundos. Irriga-se regularmente no primeiro ano de implantação. Resistente à estiagem. Suscetível ao ácaro, a mosca-das-frutas e as doenças fúngicas. Não tolera o frio. Raramente se multiplica por sementes, sendo mais comum a estaquia dos ramos. Na estaquia, devemos observar que os ramos tenham cerca de 30 a 50 cm e sejam plantados em ângulo de 45 graus no início do período das chuvas. As covas de plantio devem ser bem preparadas com esterco curtido e calcário. A planta inicia sua produção de frutos cerca de 3 a 4 anos após o plantio.



Fonte: http://www.jardineiro.net/plantas/goiaba-psidium-guajava.html

Outras Mudas - Plantas Frutíferas