Fechar
Início do Conteúdo Principal

Tamarindo

TamarindoNome científico: Tamarindus indica L.
Nome popular: Tamarindo; em inglês, tamarind
Família botânica: Cesalpinaceae
Origem e dispersão: O tamarindo (tâmara da Índia) é originário da África Tropical, de onde se dispersou por todas as regiões tropicais.
Características: Árvore de porte majestoso, alcança até 25 m.
Clima e solo: Cresce bem em locais de climas tropical, se onde se dispersou por todas as regiões tropicais.
Propagação: Pode ser por sementes. alporquia ou garfagem.
Utilização: A polpa é acidulada, sendo consumida fresca, seca ou cristalizada, também usada para preparo de refrescos, sorvetes, pastas, doces e licores. As sementes são cozidas.

Minerais – cálcio – 37-74 mg; ferro – 2,8 mg; fósforo – 94-113mg; potássio – 406-627 mg, sódio – 28 mg; selênio – 1,3 mg.
Vitaminas – vitamina A – 30 mg; vitamina B1 – 0,03 – 0,4 mg; vitamina B2 – 0,13 – 0,16 mg; vitamina C – 6 mg; B3 – 2,0 mg; vitamina K – 2,8 mg.
As sementes cozidas podem ser consumidas como aperitivos. As flores podem ser comestíveis, bem como as folhas novas, quando bem tenras. Em nossos mercados é ofertado de agosto a outubro, como fruta fresca. Há suco preservado também.
O valor do tamarindo é ressaltado pelo seu alto conteúdo de vitaminas e minerais. A polpa tem 98% de ácido tartárico e açúcares solúveis, além de ser rica em pectina, ácidos orgânicos, vitaminas B e C e betacaroteno. As folhas contêm fósforo, potássio, cálcio, magnésio, vitamina C e betacaroteno. As sementes são ricas em proteínas e minerais, como cálcio, fósforo, potássio e magnésio. Seu sabor ácido-doce é inigualável para uso na culinária. Na África, há tipos mais doces, mais ácidos, com menor ou maior teor de polpa, além do tamanho variável do fruto, sua facilidade de extração da polpa e também quanto ao porte da planta.

Fonte: http://www.todafruta.com.br/tamarindo/

Outras Mudas - Plantas Frutíferas