Fechar
Início do Conteúdo Principal

Jequitibá

Jequitibá JEQUITIBÁ-BRANCO, ESTOPEIRA, PAU-ESTROPA, PAU-DE-CACHIMBO, JEQUITIBÁ-REI, ESTOPA, CACHIMBEIRO, BINGUEIRO, MUSSAMBÊ, COATINGA, JEQUITIBÁ-VERMELHO, JEQUITIBÁ-ROSA. NOME CIENTÍFICO
Cariniana estrellensis (Raddi) Kuntze FAMÍLIA
LecythidaceaeCARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS:ÁRVORE mede entre 35 e 45 metros de altura. TRONCO de 90-120 cm de diâmetro. A casca apresenta uma espessura de até 20 mm, sendo que a parte interna é de cor creme. FOLHAS simples, de 6-12 cm de comprimento por 3-6cm de largura, de cor verde uniforme, e de margens denteadas. Não apresentam cheiro e sabor distintos e caem no inverno. FLORES brancas, pequenas, de 4 pétalas. Surgem agrupadas em forma de cacho, sobre um eixo de aproximadamente 4,5 cm de comprimento, e inseridas nas axilas das folhas. FRUTO apresenta-se como cápsula elíptica, seca, fibrosa e marrom, de 9 cm de comprimento. Em uma das extremidades, localiza-se uma abertura circular, de onde cai espontaneamente um miolo carregado por 23 sementes, aproximadamente. SEMENTE de cor castanha, seca, de núcleo arredondado e de corpo achatado em forma de pluma. Mede 9 cm de comprimento. FLORAÇÃO de outubro a dezembro, com o surgimento de nova folhagem. A maturação dos frutos é lenta, se concretizando entre os meses de julho e setembro, quando a árvore está nua de folhas. USO/ÁRVORE devido ao seu porte monumental, pode ser usada no paisagismo de parques, praças e áreas rurais. Indispensável no reflorestamento de áreas desmatadas. USO/MADEIRA leve, empregada na construção civil apenas em obras internas, pois é pouco resistente à ação do tempo e do clima em condições naturais USO/OUTRAS UTILIDADES os frutos são popularmente utilizados para a confecção de cachimbos e para o fim do artesanato. OBTENÇÃO DE SEMENTES Os frutos devem ser colhidos da árvore, quando iniciarem a abertura espontânea. Secá-los ao sol e aguardar a liberação das sementes. PRODUÇÃO DE MUDAS tão logo sejam colhidas, plante as sementes em canteiros semissombreados. Melhor empregar substrato organo-argiloso na terra. Irrigue duas vezes ao dia o canteiro. A emergência ocorre em 12-25 dias, com taxa de germinação a 95%. Transplante as mudas para embalagens individuais quando medirem 6-8 cm e para o local de plantio definitivo após 6-8 meses. O desenvolvimento da planta é em ritmo moderado. REFERÊCIA BIBLIOGRÁFICA LORENZI, Harri. “Árvores Brasileiras Manual de Identificação e Cultivo de Plantas Arbóreas Nativas do Brasil”. Vol. I. Editora Plantarum, Nova Odessa, São Paulo, 1992, p.134. | “Cariniana estrellensis (Raddi) Kuntze - Dados da Espécie” in “Identificação de Espécies Florestais”. Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais-IPEF. | “JEQUITIBÁ BRANCO (Cariniana estrellensis)” in “Árvores Nativas”. ONG Viva Terra -SOCIEDADE DE DEFESA, PESQUISA E EDUCAÇÃO AMBIENTAL.Fonte: http://www.umpedeque.com.br/arvore.php?id=614

Outras Mudas Nativas para Reflorestamento