Fechar
Início do Conteúdo Principal

Cajú

CajúNome científico: Anacardium occidentale L.
Nome popular: Caju
Família botânica: Anacardiaceae
Características gerais: o cajueiro é uma árvore frutífera nativa da Amazônia. O caju foi escolhido como a fruta símbolo da Sociedade Brasileira de Fruticultura, fundada em 1971, pois o cajueiro é tido como uma das plantas nativas de maior importância e com maior contribuição da região amazônica ao mundo. Daí foi levada para a África, a Ásia e outros países americanos. Até pouco tempo atrás, era uma cultura extrativa, mas recentemente seu cultivo se modernizou e foram obtidas muitas novas variedades. O fruto do caju é a castanha, que cresce primeiro e depois cresce o pedúnculo, chamado pseudofruto, que é carnoso. O tempo de desenvolvimento completo do fruto e do pseudofruto é de 50 a 60 dias, sendo o período mais curto para o anão precoce. A castanha é um tipo de fruto chamado aquênio, com forma de rim, com uma casca, mesocarpo, endocarpo e amêndoa, esta coberta por uma película. O pseudofruto, que não era utilizado, pois somente a castanha tinha interesse comercial, passou a ser consumido e cresce em importância, principalmente pela obtenção de variedades de cajueiro-anão. A planta deste mede até 3,5 a 4 m, sendo comuns plantas menores, de 2,5 a 3,5 m de altura, enquanto o cajueiro comum vai até mais de 5 m de altura e largura de copa de até 11 m. Os principais estados produtores são Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte. O produto principal é a castanha de caju, que é produzida pelo Brasil, pela Índia, por Moçambique, pela Tanzânia e por outros países. A castanha é muito reputada na maioria dos países, com seu consumo liderado pelos Estados Unidos, pelo Canadá e pela Inglaterra, recebendo o nome de cashew nut nos países de língua inglesa,  sendo também consumida em quantidades significativas por outros países europeus e asiáticos. O pedúnculo corresponde até a 90% do peso total do caju e a castanha, a apenas 10 %. A colheita do caju para aproveitar o pedúnculo deve ser feita diariamente, pois, após a queda, não pode ser usado para esse fim. A época de produção do caju no Nordeste vai de agosto a janeiro, com variações dependendo do tipo, ou seja, comum e anão precoce, este mais no período inicial.
Usos: a  castanha inteira é consumida como aperitivo, mas uma boa parte também vai para a indústria, principalmente as castanhas quebradas. O pseudofruto é utilizado em suco, doces e outras finalidades.
Fonte: DONADIO, L.C.; ZACCARO, R.P. Valor nutricional de frutas.

Fonte: http://www.todafruta.com.br/caju/

Outras Mudas - Plantas Frutíferas