Fechar
Início do Conteúdo Principal

Cabeludinha

Cabeludinha Nome Científico: Leandra australis (Cham.) Cogn.
Nomes populares: Pixirica, cabeludinha do cerrado ou do brejo, tinge-língua, mexerica, peludinha, caraxingui que, vem do Tupi Guarani e significa “Erva de frutos que tinge”.
Família Botânica: Melastomataceae
Distribuição Geográfica e Habitat: Nativa, não endêmica do Brasil. Encontrada no Sudeste (Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro), Sul (Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul). Planta heliófita, ruderal, desenvolvendo-se em orla de matas e capoeiras na Mata Atlântica, na Floresta Ombrófila Mista, Floresta Ombrófila Densa e Floresta Estacional Semidecidual.
Características Gerais: As plantas de L. australis são arbustos pequenos, comuns em beira de estradas, caminhos e trilhas, e possuem folhas ovais com uma coloração verde escura característica, e venação basal ou curtamente suprabasal. As inflorescências possuem indumento vermelho escuro a nigrescente, e flores com corola alva e estames amarelos. Pode ser confundida com L. xanthocoma, que difere pelos estames maiores (anteras com até 5,0 mm compr.) e ovário com 4 lóculos. São subarbustos a arbustos de 0,5-3,0 m altura. Ramos jovens cilíndricos, com indumento estrigoso a hirsuto, tricomas 3,0-4,5 mm comprimento, e estrelado, ambos moderado a denso.

Folhas: com pecíolos 0,8-2,4 cm comprimento; lâmina 6,5-10,5 x 3,0-6,0 cm, membranácea, oval, ápice agudo a acuminado, margem denticulada, base obtusa, nervuras 5 a 5+2 basais a curtamente suprabasais; face adaxial com indumento estrigoso, moderado a denso, tricomas 2,0-3,3 mm, face abaxial com indumento pubescente, esparso a moderado, tricomas 1,5-2,0 mm, e estrelado, moderadamente denso. Panículas 10,5-16,5 x 4,5-8,5 cm; brácteas 2,0-4,3 X 0,6-1,0 mm, lineares a lanceoladas, ápice aristado; bractéolas 0,8-1,5 x 0,4-0,6 mm, oblongas a lanceoladas, ápice aristado.

Flores: 5-meras, hipanto 3,5-4,3 x 2,0-3,0 mm, campanulado, indumento hirsuto, moderado, e estrelado, esparso; cálice com tubo 0,3-0,5 mm, lacínias internas 1,0-1,5 mm, triangulares, ápice agudo, lacínias externas 2,3-3,0 mm, lineares, ápice aristado; pétalas 3,3-4,3 x 1,0-1,4 mm; estames 10, com conectivo 2,5-3,8 mm, dorsalmente espessado, inapendiculado; antera 2,5-3,8 mm, amarela; ovário 1,8-2,6 x 1,3-1,7 mm, 3-locular, ápice glabro, estilete 7,0-10,0 mm, glabro.

Frutos: 5,0-6,0 x 4,0-4,5 mm, 150-300 sementes, 1,0-1,2 X 0,5-0,7 mm, piramidais a reniformes (CAMARGO, 2008, p. 42).

Clima e Solo: É de clima subtropical, adaptando-se também ao tropical. É esciófita. Prefere os solos areno-humosos e úmidos.

Usos: Os frutos maduros são ricos em antocianinas, que são um importante composto alimentar. Os frutos são comestíveis, e popularmente chamados de tinge-língua, por causa da coloração roxo-escura dos frutos. Os frutos também servem para o fabrico de geleias, sucos, sorvetes, licores e polpa congelada.

Curiosidades: Floresce e frutifica praticamente o ano todo.Fonte: http://www.todafruta.com.br/pixirica/ 

Outras Mudas - Plantas Frutíferas